top of page

Imersão Pele
Respirar, Sentir, Voltar para Casa

PELE é uma imersão de reconexão. Uma proposta de reencontro com quem somos e com aquilo que nos constitui de mais verdadeiro, natural e profundo.

Inspirada no conto PELE DE FOCA PELE DA ALMA do livro MULHERES QUE CORREM COM OS LOBOS, essa imersão é um campo fértil e um espaço bem cuidado e seguro para que cada uma possa relembrar seus caminhos de volta para si, para sua pele de foca, pele da alma, pele selvagem que guarda a semente e o tesouro do mistério de onde viemos e de onde podemos verdadeiramente nos nutrir: nosso feminino profundo e selvagem.

 

Um mergulho para relembrarmos do que somos feitas e de como todas nós precisamos, com regularidade, usar nossos instintos e descobrir o caminho de volta ao lar, ao lar da alma. 

O conto condutor nos incita a relembrar nossa essência.  A sentir e tocar esse grande tecido que nos envolve e por ele penetrar nos mistérios que habitam o coração. 

A pele é uma camada sensível que nos envolve e protege, traduz o que somos e o que experienciamos, é o maior órgão do nosso corpo. 

Ela é viva, respira, se transforma e evolui conosco. É uma membrana que divide o mundo interior do mundo exterior. Resgatar a conexão com nossa pele é um movimento de reconexão com a fonte mais profunda da vida, nossa beleza, força, sensibilidade, dons inatos.

Essa imersão é também um convite do sentir a pele para acessar a alma. 

Trabalharemos com as plantas como ferramentas conectivas, ofertando experiências com aromas, óleos, ervas e quintessências espagíricas, abrindo nossa sensibilidade para uma capacidade mais elevada de percepção.

Ao mesmo tempo em que o trabalho terapêutico profundo baseado na Gestalt Viva e Integrativa, o Movimento Corporal Intuitivo e as Práticas Meditativas e Vivenciais nos darão suporte para abrirmos pontes de contato com o que estamos vivendo a partir de dentro, nos apoiando a aprofundar na nossa história e encontrarmos esse caminho autêntico de reconexão e integração na vida prática.

PELE é uma imersão de reconexão. Uma proposta de reencontro com quem somos e com aquilo que nos constitui de mais verdadeiro, natural e profundo.

Inspirada no conto PELE DE FOCA PELE DA ALMA do livro MULHERES QUE CORREM COM OS LOBOS, de Clarissa Pinkola Estes, essa imersão é um campo fértil e um espaço bem cuidado e seguro para que cada uma possa relembrar seus caminhos de volta para si, para sua pele de foca, pele da alma, pele selvagem que guarda a semente e o tesouro do mistério de onde viemos e de onde podemos verdadeiramente nos nutrir: nosso feminino profundo e selvagem.

 

Um mergulho para relembrarmos do que somos feitas e de como todas nós precisamos, com regularidade, usar nossos instintos e descobrir o caminho de volta ao lar, ao lar da alma.

 

O conto condutor nos incita a relembrar nossa essência.  A sentir e tocar esse grande tecido que nos envolve e por ele penetrar nos mistérios que habitam o coração. 

A pele é uma camada sensível que nos envolve e protege, traduz o que somos e o que experienciamos, é o maior órgão do nosso corpo. 

Ela é viva, respira, se transforma e evolui conosco. É uma membrana que divide o mundo interior do mundo exterior. Resgatar a conexão com nossa pele é um movimento de reconexão com a fonte mais profunda da vida, nossa beleza, força, sensibilidade, dons inatos.

 

Essa imersão é também um convite do sentir a pele para acessar a alma. 

Trabalharemos com as plantas como ferramentas conectivas, ofertando experiências com aromas, óleos, ervas e quintessências espagíricas, abrindo nossa sensibilidade para uma capacidade mais elevada de percepção.

 

Ao mesmo tempo em que o trabalho terapêutico profundo baseado na Gestalt Viva e Integrativa, o Movimento Corporal Intuitivo e as Práticas Meditativas e Vivenciais nos darão suporte para abrirmos pontes de contato com o que estamos vivendo a partir de dentro, nos apoiando a aprofundar na nossa história e encontrarmos esse caminho autêntico de reconexão e integração na vida prática.

“Se nunca nos ensinaram a voltar ao lar profundo da nossa infância, nós repetimos ad infinitum o modelo de "ser roubada e vaguear perdida por aí.” Entretanto, mesmo que nossas próprias escolhas infelizes nos tenham desviado do curso — para muito longe do que precisamos — não vamos perder a fé, porque no interior da alma está o dispositivo de orientação de retorno. Todas nós podemos encontrar nosso caminho de volta.”

Clarrisa Pinkola Estes

​Sobre a proposta

 

  • A Imersão é inspirada no conto PELE DE FOCA PELE DA ALMA, porém o trabalho que faremos é vivencial e não um estudo teórico do conto. Iremos experimentar através das vivências propostas e do trabalho terapêutico integrador, a essência do que o conto propõe e abre em nossa psique e em nossa vida;

  • Esse é um trabalho para quem busca aprofundamento e integração de partes essenciais da própria história, para quem necessita e quer se trabalhar, integrar feridas, atravessar dores e entrar em um movimento de sintonia com a verdade mais profunda que te habita. Não é um retiro de descanso e relaxamento, ainda que tenhamos espaço para isso ao longo dos trabalhos vivenciais;

  • Imersas na natureza iremos mergulhar em um trabalho vivencial que integra a mente ao corpo e ativa a sensibilidade, a intuição e os processos instintivos. Seremos conduzidas pela união de saberes que se complementam e se integram através do encontro entre o trabalho terapêutico embasado na Gestalt Viva e Integrativa proposto por Mariana e o trabalho de conexão profunda com as plantas e a natureza através da aromaterapia e espagiria proposto por Juliana Nabuco

  •  A produção e a alimentação de toda a imersão está sendo criada e será cuidada pela nossa anfitriã, Priscilla Masiero, que vem resgatando sua ligação com o alimento que vem da terra, estudou agricultura sintrópica, alimentação viva e vem se dedicando a processos que regeneram o corpo humano e a natureza.

 

IMG-20191202-WA0032.jpg
Para quem essa vivência é recomendada?

Para você que:

  • necessita abrir espaço na sua vida de forma consciente e prática para se reconectar com a sensibilidade para se nutrir;

 

  • deseja sair do isolamento psíquico e se unir a outras mulheres na mesma busca, abrir o coração em companhia, inspirar e ser inspirada pela reconexão com a pele e pela sabedoria umas das outras;

 

  • está buscando se reconectar com sua essência, se apropriar da sua própria história e relembrar seus caminhos de fortalecimento interno e florescimento;

 

  • se sente cansada, por vezes esgotada, com pouca conexão com sua sabedoria inata e pouca coragem para traçar novos caminhos e se apropriar da busca pelo que realmente faz sentido e nutre a si mesma;

 

  • se vê adiando o aprofundamento do seu trabalho interior, por ter perdido a nitidez de por onde avançar;

 

  • perde-se facilmente de você nas necessidades de atender às demandas externas e das pessoas que você ama;

 

  • está buscando um espaço terapêutico seguro para se aprofundar no seu trabalho interior;

 

  •  sente conexão com o livro Mulheres que Correm com os Lobos e com esse conto, mas sente também uma necessidade de vivenciar e entender a partir de dentro o que a autora propõe, aplicando o que lá está posto à sua própria história de vida;

 

  •  necessita se reconectar com a Natureza e com a sua natureza mais íntima e profunda.

Sobre as Terapeutas Condutoras

Sou Mariana Rattes, mulher, mãe e gestalt terapeuta, formada pelo Instituto Gestalt de Vanguarda Claudio Naranjo. Trabalho com práticas terapêuticas e integrativas há mais de 8 anos, período em que venho me dedicando a unir em meu próprio caminho e no meu trabalho, mergulhos psicoterapêuticos e de aprofundamento na psique e na essência humana a trabalhos vivencias, energéticos, expressivos e que liberem a espontaneidade para um maior fluir na vida.. 

Tenho também uma primeira formação em Teatro pela Escola de Arte Dramática da USP e um outro aspecto fundamental do meu caminho e trabalho é o estudo do livro MULHERES QUE CORREM COM OS LOBOS, da Dra Clarissa Pinkola Estés, assim como a conexão com Círculos de Mulheres e o Trabalho com o Feminino (incluindo a perspectiva feminista), como forma de integrar as feridas individuais e coletivas que nos permeiam.

IMG_0032 2.jpg
IMG_20211228_141059.jpg

Sou Juliana Nabuco, mãe do Nilo e da Celeste, tenho 40 anos e vivo em Itaipava, Petrópolis, RJ, onde pesquiso e realizo meu trabalho com aromaterapia, florais da amazônia e espagiria. Sou idealizadora da Nii Atelier, co criadora da Aura Medicinas Vegetais e membro do Selvagem Ciclo de estudos, idealizado por Anna Dantes e Ailton Krenak. Me aproximei das culturas indígenas em 2005 e, de lá pra cá, venho colaborando com diversos projetos ligados ao povo Huni Kuin. 

Fui iniciada no estudo das plantas medicinais e aromáticas pela etnobotânica Vera Fróes, de quem fui aluna e assistente pessoal; formada em aromaterapia clínica pela Blue Lotus Centro de Terapias Integradas sob mentoria da professora Malu Haddock Lobo; e espagirista pela Escola de Espagiria de Carlos Gallo (Índio) e Ana Paula Macedo, cuja filosofia inspira todo meu trabalho

Sobre a anfitriã e produtora

Sou Priscilla Masiero, nascida no interior de Minas Gerais, em meio as plantações e muita diversidade.

Aos 17 anos me mudei para fazer faculdade de Fisioterapia e um mundo de possibilidades se abriu. O movimento consciente e sustentável é a base dos meus estudos. Com formações em Pilates, Reeducação Postural Global, Antiginastica Contemporânea, Introdução ao Método Rolfing e praticas pessoais em diversas técnicas. 

Atuo há 17 anos como terapeuta do movimento regenerativo. E neste percurso veio a necessidade de integrar o corpo/solo-terra. Resgatei minha ligação com o alimento que vem da terra e fiz o curso de agricultura sintropica com Ernst Gotsch, Terrapia alimentação viva na promoção da saúde e ambiente-Fiocruz, Nos Escola-Raw.

Atualmente vivo em Araras-Petrópolis. Meu viver pessoal e profissional se baseiam em processos que regeneram o corpo humano e a nossa grande mãe: TERRA

WhatsApp Image 2022-10-26 at 09.56.50.jpeg

QUER

  • Facilitação de toda a experiência por Mariana Rattes e Juliana Nabuco;

​​

  • Hospedagem simples e acolhedora em alojamentos coletivos com banheiro compartilhado;

  • Todas as refeições do jantar de sexta ao lanche da tarde de domingo. Alimentação nutritiva, saudável e orgânica sempre que possível.

  • 1 encontro ao vivo via zoom após a vivência, exclusivo para o grupo, para dar suporte e apoio na integração após o trabalho. (Data a combinar)

***Nossa hospedagem que está incluída no valor da vivência é composta por alojamentos aconchegantes, mas coletivos e simples, com beliches e quartos e banheiros compartilhados. Todo espaço é muito bem cuidado e será preparado com amor e zelo  para recebê-las, mas é importante saber que é uma experiência de simplicidade e coletividade.

Temos um quarto duplo disponível para pessoas mais velhas, gestantes ou mulheres com necessidades especiais e também podemos recomendar uma pousada bem próxima, a um custo extra, para aquelas que necessitam de mais conforto e privacidade. 

bottom of page